terça-feira, 19 de janeiro de 2010

O que pensam sobre mim...




É incrível que mesmo pensando que eu não me importo com que pensam e falam sobre mim, eu me importo. Na verdade, não sei se "importo" é a palavra que descreve de forma correta este sentimento.



Tem gente que fala que eu não faço nada, que fico o dia todo a mofar no sofá e tem gente que concorda. Sem contar aquelas pessoas que falam que quero tudo do meu jeito e que sou egoista e blábláblá.

Dai eu fico me perguntando: Eu sou assim, uma pessoa tão cheia de defeitos e tão sem qualidades, ou qualidades nunca reconhecidas ou lembradas?

É terrível ouvir mil críticas e meio elogio. Se pensam que eu fico a toa e não tenho objetivos, me criticando obviamente não terei (porque não são criticas construtivas).

Eu não tenho um emprego, mas não sou inutil e na maioria das vezes, ajudo.

Enfim...creio que esse tipo de coisa aconteça com muitas pessoas...é que é muito fácil apontar os defeitos e muito difícil reconhecer qualidades de outros, pois talvez, não a temos.

4 comentários:

  1. Tem uma coisa engraçada, a gente tem muito mais facilidade em acreditar nas coisas ruins que as pessoas falam do que nas coisas boas. Não sei porque, nunca fiquei pensando muito a respeito, mas percebi que é assim.
    Se estão falando coisas de você que você sabe que não são condizentes com a realidade, então tente abstrair, porque nós sabemos bem o que somos e porque somos.
    Nunca vamos conseguir agradar a todos, portanto, sempre terá gente falando mal da gente, por um motivo ou por outro.
    Eu também não me importo com o que falam de mim, mas as vezes isso irrita, não é uma constante, e se nós nos importássemos nós mudaríamos. O que não é o caso! Seja você! Simplesmente você! No sofá ou não, limpando a casa ou não. O importante é você estar bem com o que você faz. Os outros.. são apenas os outros, e só!
    (falei de maisssssss) bjinhos

    ResponderExcluir
  2. Entendo exatamente o que quer dizer nesse tópico. Porque os outros nunca reconhecem nossas qualidades? Até meus melhores amigos, aqueles poucos em quem eu posso confiar, se eu perguntar não saberão dizer uma qualidade minha. Mas vão conseguir apontar vários defeitos. Isso é muito chato, e não da pra não se importar, a menos que você seja uma pessoa muito concentrada e não se importe com isso

    ResponderExcluir
  3. É mais fácil destruir que construir. O legal é que podemos agir como pensamos iindependentemente de terceiros.

    bj
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  4. Nossa! Minha mãe também protege muito meu irmão! E ele é o mais novo! Sabe qual a razão? Ele é homem! O homem sempre terá alguns privilégios que você não terá! Nada disso é explícito. É tudo muito sutil! Assim: vocês brigam, cada um tem uma versão dos fatos, seus pais acreditarão mais na dele, aceitarão melhor os motivos dele, quaisquer que sejam. Ele é homem! No começo, eu ficava muito chateada quando percebia isso! Tentava demonstrar quão injustos meus pais estavam sendo. Depois descobri que eles nem percebem que fazem isso. Esse machismo está tão entranhado no subconsciente deles que eles nem sabem que agem dessa forma! E desisti de fazer valer minhas opiniões, evitando, assim, uma briga que não iria levar mesmo a lugar nenhum!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Comente, quero saber sua opinião (=