sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

auto-flagra

Às vezes me pego pensando no passado...
Pensando em coisas que poderiam ou deveriam ter acontecido nele... 
Acontecido COM ELE.

Choro.

Sempre me vem à cabeça que é normal.
É normal ser louca.
É normal me diminuir perante sentimentos camuflados. 

Com o passar dos dias a memória fica falha...
O perfume, que antes sentia o tempo todo, já não me é mais familiar. 
A lembrança perfeita daquele sorriso, se degrada com o passar dos minutos. 

Pá!

Escuto ao fundo de minha mente um tiro.
Um tiro de saudade. 
Um tiro de ira. 

Remédio. 

De repente, me lembro de tudo. 
Outra vez.
Cada parte do corpo, cada fio de cabelo, cada nota de voz...

Imutável. 

É amor? 
É despeito?
Não... é obsessão.


A inspiração da meia noite é a melhor! Sempre acreditei que escrever é a melhor forma de demonstrar sentimentos ou ideias. Escrevo frequentemente aqui, ali, acolá... O importante é escrever! 

Beijos ;)

2 comentários:

  1. Anelise, muito legal o seu blog. Vi seu comentário lá no blog da Gaiola... e achei interessante. Vim conhecer o seu blog e adoreio o seu modo de escrever. Até a sua lógica sobre a inspiração da meia noite é verdadeira.
    Gostei tanto do seu blog que nem vou segui-lo, vou persegui-lo, rs...rs.
    Bjs
    Manoel

    ResponderExcluir
  2. Garotinha, somos feitos de nosso passado. E ele vai nos acompanhar para sempre... e vai ter uma hora que ele já não vai estar mais assim, tão nítido, mas ainda assim ele estará guardadinho lá, no fundo do coração. E a gente vai sentir saudade... e o tiro vai soar de novo... e depois o coração vai se acalmar até que venha o próximo...
    Não dê tanto valor ao que não foi feito... mas aprenda com isso e no presente, se arrisque, se permita viver o que seu coração deseja.
    bjoksssssssss

    ResponderExcluir

Comente, quero saber sua opinião (=